O Coritiba jogou um clássico

Marcelo Fachinello - @MarceloFachina - 21/03/2016 às 08h47min

Marcelo FachinelloUma situação pode explicar o que aconteceu ontem na Arena da Baixada. Quando o técnico do Atlético, Paulo Autuori, chamou Anderson Lopes para fazer aquela que seria a quarta substituição ficou claro como cada clube encarou o clássico. Do primeiro ao último minuto o Coritiba foi melhor, foi mais interessado em vencer, foi mais organizado. Enquanto o time do Alto da Glória sabia como jogar a partida – muito bem adaptado ao gramado sintético -, a equipe da baixada parecia um bando atrás da bola. O resultado de 2 a 0 em favor do Coxa foi absolutamente justo e poderia até ser maior. No primeiro tempo o Coritiba criou, pelo menos, 3 chances boas de marcar o gol. Não fez. Enquanto isso, o Atlético não se acertava em campo e não ameaçava em momento algum o gol adversário. A segunda etapa chegou e nada mudou. Aliás, mudou sim. O time de Gílson Kleina transformou em gol duas das chances que criou e construiu o placar com facilidade.

Colocar o resultado negativo na conta só de Paulo Autuori seria uma injustiça, afinal ele está no comando do Atlético há menos de duas semanas. Mas, ele escalou mal, alterou mal e ainda parecia não viver o jogo com deveria. Portanto, tem sua parcela de culpa na derrota. Do outro lado, Kleina entrou no clássico ameaçado (injustamente) de perder o emprego e mostrou que está conseguindo fazer a equipe evoluir. Desde o clássico com o Paraná, o Coxa só jogou bem, inclusive na derrota contra o J. Malucelli, e o treinador tem parcela de contribuição. Hoje, com um elenco mais limitado, o Coritiba tem muito mais bola do que o Atlético.

Mais uma vez a arbitragem
Em Foz do Iguaçu o Paraná empatou com o time da casa em 3 a 3. E poderia ter vencido não fosse a péssima arbitragem de Selmo Pedro dos Anjos Neto. Na partida deste domingo ele foi um show de horrores. No primeiro pênalti para o Foz, o zagueiro do Paraná deveria ser expulso. Tomou apenas amarelo. Quando deveria dar amarelo para o meia Nádson num lance de disputa de bola, Selmo deu vermelho direto. Em seguida marcou um pênalti inexistente para o Foz. Na segunda etapa, com colaboração do assistente Leandro Zeni, validou um gol em impedimento do Foz. Todos lances com influência direta no resultado do jogo. Alguma coisa vai acontecer com o árbitro? Ele será suspenso ou vai continuar errando a cada rodada? Com a resposta a comissão de arbitragem da Federação Paranaense de Futebol.


O conteúdo dessa coluna é de responsabilidade exclusiva do autor e não expressa necessariamente a opinião dos integrantes do site FutebolParanaense.net


divulgue o futebolparanaense.net facebook twitter Compartilhe

Mais noticias

Enquete

O Coritiba acertou em renovar com o técnico Carpegiani?
Sim
Não



Total de votos: 650

Ver resultados parciais

Coloque as noticias do futebolparanaense.net no seu blog
Google+ FACEBOOK TWITTERRSS