Os artilheiros dos tribunais

Marcelo Fachinello - @MarceloFachina - 28/03/2016 às 08h16min

Marcelo FachinelloA primeira fase do Campeonato Paranaense 2016 chegou ao fim um com um asterisco ao lado do nome do Londrina na tabela de classificação. No campo o Tubarão foi o melhor tecnicamente, mas como descumpriu a regra do jogo perdeu seis pontos pela utilização irregular do volante Germano. Como a mesma regra do jogo prevê que cabe recurso, o Londrina espera o julgamento no STJD para tentar reverter a decisão tomada pelo TJD da Federação Paranaense de Futebol.

Essa decisão pode alterar totalmente os confrontos da próxima fase do estadual e o julgamento só será realizado na quinta-feira, dois dias antes do início das quartas de final. Sem os seis pontos o Londrina, por exemplo, tem pela frente o Atlético. Se recuperar os pontos perdidos, enfrenta o Foz do Iguaçu, convenhamos, um adversário mais fraco. O próprio Atlético, que hoje pega o Londrina e decide a vaga em casa, enfrentaria o Coritiba e decidiria fora de casa. O Coxa trocaria o Toledo, adversário de hoje, pelo rubro-negro num clássico Atletiba.

A questão toda é que essa situação, que agora pode influenciar na preparação dos times para a próxima fase e na organização logística dos clubes, não é nova. Vamos aos fatos. A utilização irregular de Germano foi na primeira rodada do campeonato. O julgamento inicial no TDJ foi em 17 de fevereiro, ou seja, um mês e meio antes do julgamento do recurso no STJD. Todos da Federação Paranaense de Futebol e da Justiça Desportiva sabiam que o campeonato terminaria nesse domingo dia 27 e que as quartas de final estavam marcadas para começar no final de semana seguinte. Ninguém pensou nisso? Nada poderia ter sido feito pra adiantar esse julgamento para semana passada? Ou apostaram que o Londrina não se classificaria? Mais um exemplo de amadorismo puro no meio do futebol profissional.

Só aqui no Brasil a Justiça Desportiva é tão lenta e gosta tanto de aparecer. Em outros países onde o futebol é tratado com seriedade, uma situação como essa teria durado dois ou três dias após a denúncia. Ou seja, lá pela quarta rodada do estadual o caso estaria resolvido. Em outros locais ainda, comprovada a irregularidade, o Tubarão seria punido e ponto final. Mas, aqui tudo é mais complicado e midiático. Auditores, procuradores e advogados muitas vezes tem o mesmo poder um atacante matador que decide jogos com gols. Assim, o campeonato que já é fraco tecnicamente, ainda tem o ingrediente Justiça Desportiva que pode adiar o início da segunda fase ou fazer com que um Atletiba (principal produto do futebol estadual) seja disputado sem a devida preparação dos clubes e sem a promoção que um jogo desse tamanho merece.


O conteúdo dessa coluna é de responsabilidade exclusiva do autor e não expressa necessariamente a opinião dos integrantes do site FutebolParanaense.net


divulgue o futebolparanaense.net facebook twitter Compartilhe

Mais noticias

Enquete

O Coritiba acertou em renovar com o técnico Carpegiani?
Sim
Não



Total de votos: 559

Ver resultados parciais

Coloque as noticias do futebolparanaense.net no seu blog
Google+ FACEBOOK TWITTERRSS