Você está em: Página Inicial >> Noticias >> Nacional

Nacional de Rolândia ganha recurso no STJD e fica com a vaga do Cincão

Nacional de Rolândia ganha recurso no STJD e fica com a vaga do Cincão  -

Na tarde desta quinta-feira aconteceu no Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) o julgamento do Cincão e Junior Team pela utilização de jogadores irregulares na disputa do Campeonato Paranaense da Divisão de Acesso.

Os dois clubes londrinenses foram punidos e com a perda de pontos, com isso o Nacional de Rolândia, que havia ficado em quarto na classificação final será ao lado do Paraná Clube, os dois times que irão disputar a Primeira Divisão em 2013.

No julgamento local os auditores do Pleno do TJD/PR acabaram absolvendo os clubes, fato que não se repetiu no Rio de Janeiro.

Em ambos os casos a decisão foi com base na maioria de votos, o Cincão perdeu oito e a Junior Team quatro pontos por infração ao Art. 214 do CBJD. O Cincão foi defendido por Domingos Moro e a Junior Team André Costa.

Veja a Classificação Final

Entenda o caso:
CINCÃO
No dia 22 de junho, o Cincão foi punido pela Segunda Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD/PR) com a perda de oito pontos e multa de R$ 400, por escalar de forma irregular o volante Wallace em dois jogos.

O clube foi julgado com base no artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), por “incluir na equipe atleta em situação irregular para participar de partida”. O artigo prevê a perda de três pontos, além dos que eventualmente tenha obtido na partida em questão. Como empatou os dois jogos (contra Cascavel e Serrano), acabou perdendo quatro pontos por cada partida, no total de oito.

De acordo com a denúncia, o nome de Wallace estava relacionado ao Junior Team – que também participou da competição – nas duas partidas. O Cincão, inconformado com a perda dos pontos, apresentou recurso junto ao Pleno do TJD/PR, onde apresentou documentos provando que o jogador não estava irregular e, portanto, pediu sua absolvição.

O Nacional, que terminou a competição em quarto lugar e podia se beneficiar se o Cincão perder os oito pontos, também entrou com recurso, solicitando que a pena fosse mantida. Entretanto, após analisarem os documentos, os auditores do Pleno do TJD/PR acabaram absolvendo o clube.

Em uma nova tentativa de integrar a elite paranaense de 2013, o Nacional entrou com outro recurso, agora junto ao Pleno do STJD, última instância da Justiça Desportiva. De acordo com o pedido, Wallace pertencia ao Junior Team desde 15 de agosto de 2011 e a sua rescisão não teria sido devidamente comunicada à Federação Paranaense de Futebol. Assim, o clube pede que a punição ao Cincão, aplicada em primeira instância, volte a vigorar.

No caso de perder os oito pontos, o Cincão ficaria com 25 e cairia para a quarta posição da tabela, perdendo a vaga na Primeira Divisão do Estadual.

JUNIOR TEAM
O Junior Team de Futebol foi julgado no dia 12 de junho pela Segunda Comissão Disciplinar Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD/PR), acusado de escalar de forma irregular o meia Matheus na partida contra o Nacional, em que venceu por 2 a 0, no dia 4 do mesmo mês. De acordo com a denúncia, o atleta estava emprestado ao União Recreativo dos Trabalhadores (URT), de Minas Gerais.

Mesmo apresentando diversos documentos para provar que Matheus estava regularizado, o Junior Team não foi aliviado e acabou punido com multa de R$ 200 e a perda de seis pontos, com base no artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), por “incluir na equipe atleta em situação irregular para participar de partida”.

Inconformado com a decisão, o clube entrou com recurso e acabou absolvido no Pleno do TJD/PR. Entretanto, o Foz do Iguaçu, que terminou a competição em quinto lugar, também apresentou recurso, que agora será julgado em última instância, no STJD.

O Foz questiona a decisão do TJD/PR, afirmando que o jogador atuou em quatro partidas da Segunda Divisão do Paranaense de forma irregular, já que sua inscrição junto ao URT/MG aparece como válida entre o dia 12 de fevereiro e 17 de maio deste ano.

Na quarta posição, o Nacional também apresentou recurso contra a decisão do Pleno do TJD/PR, que manteve a absolvição do Junior Team, dada pela Terceira Comissão Disciplinar, em 20 de junho. O time era julgado pela escalação de Matheus no empate com o Cascavel, em 13 de maio, e poderia perder quatro pontos.

Nas quatro partidas em que Matheus supostamente jogou irregular, o Junior Team teve duas vitórias, um empate e uma derrota. Assim, se o Pleno do STJD der total provimento aos recursos, o time podia perder até 19 pontos.


Com informações da Justiçadesportiva.com.br


divulgue o futebolparanaense.net facebook twitter Compartilhe



Enquete

O Coritiba acertou em renovar com o técnico Carpegiani?
Sim
Não



Total de votos: 831

Ver resultados parciais

Coloque as noticias do futebolparanaense.net no seu blog
Google+ FACEBOOK TWITTERRSS