Você está em: Página Inicial >> Noticias >> Londrina

Preparação física foi um dos destaques do Tubarão na temporada 2014

Preparação física foi um dos destaques do Tubarão na temporada 2014 - Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Indiscutivelmente o Londrina Esporte Clube (LEC) é referência quando o assunto é preparação física. Durante o ano de 2014, o que não se viu foram jogadores alvicelestes desgastados ou reclamando de câimbras, muito pelo contrário, o Tubarão demostrou estar ‘voando’ em todas as partidas. Ao longo do segundo semestre, a equipe alviceleste superou todo tipo de adversidade. Durante a disputa da Copa do Brasil e da série D do Campeonato Brasileiro, os atletas foram submetidos a maratona de jogos, longas viagens, calor intenso, além da exigência física que cada confronto necessitava.

Independente das dificuldades, o Londrina demonstrou que o condicionamento físico dos seus atletas foi um dos pontos mais fortes e fundamental para a conquista da vaga na série C do Campeonato Brasileiro do ano que vem. Outro detalhe que beneficiou o clube foi o baixo índice de lesões musculares, assim como ocorreu no primeiro semestre desse ano, quando o Tubarão sagrou-se campeão Paranaense.Até o período de pausa no calendário para Copa do Mundo foi registrado uma única lesão muscular.

Já no segundo semestre, esse o índice se elevou, mas dentro de um número natural e satisfatório. Foram apenas três lesões musculares envolvendo os atletas Dirceu e Bruno Batata, além do meia Rone Dias, que teve um estiramento mais sério no músculo adutor da coxa direita. Em contrapartida, o tempo de recuperação dos três foi menor, realizando treinamentos com bola antes mesmo do tempo inicial previsto. Dirceu e Batata não apresentaram qualquer tipo de dor ou incomodo após todo processo de tratamento realizado. No caso de Rone Dias, a recuperação ainda está em andamento.

Dois grandes responsáveis por esse trabalho exemplar são os profissionais João Carlos Ruiz, preparador físico, e Lucas Leme, fisiologista. Ambos ressaltam a importância de manter integrado os setores do clube, que colabora para manter a preparação e o condicionamento físico sempre no ápice. “O objetivo é envolver desde o departamento médico ao comando técnico, sempre de forma interdisciplinar, onde todos trabalham com o intuito de fazer o melhor em suas funções. Essa é a forma de condução de trabalho do treinador (Claudio Tencati), que é extremamente coerente, e um dos pontos de sucesso dessa filosofia, que vem sendo adotada pelos principais clubes de sucesso no país”, apontou Ruiz.

Atrelado a união dos membros da comissão técnica, o preparador físico também enaltece a estrutura de trabalho do clube. “Além disso, a estrutura do centro de treinamento (CT) da SM Sports oferece as melhores condições para recuperar os atletas, de maneira mais rápida e eficiente, após cada partida ou viagens desgastantes, assim como para manter o condicionamento físico no nível mais elevado”, completou João Carlos Ruiz.

Já o fisiologista Lucas Leme destacou que o bom trabalho deve-se pela exigência cobrada em cada treinamento. “O nosso objetivo é exigir o máximo de cada jogador, obviamente, respeitando os limites e as características fisiológicas de cada um. No entanto, procuramos aplicar intensidade as atividades, sempre monitorando a carga de trabalho. Por exemplo, se determinado atleta, após uma avaliação do setor de fisiologia, está apto a treinar 20 ou 30 minutos, esse treinamento, seja ele físico ou técnico, será pautado na intensidade específica que o atleta é submetido durante a partida”, disse Leme, que lembrou do momento mais crítico da temporada.

“Em questão de três dias fizemos uma viagem para Macapá, mais de três mil quilômetros, onde ficamos quase um dia todo no Aeroporto, vivendo uma rotina totalmente estressante do ponto de vista fisiológico. Enfrentamos um adversário qualificado, diante de um calor intenso, grande umidade do ar, outras adversidades e, ainda sim, a equipe suportou tudo sem nenhuma lesão e ainda sendo extremamente competitivo”, explicou o fisiologista, lembrando do confronto de ida válido pelas oitavas de final da série D.

Fonte Assessoria de Imprensa


divulgue o futebolparanaense.net facebook twitter Compartilhe



Enquete

O Coritiba acertou em renovar com o técnico Carpegiani?
Sim
Não



Total de votos: 810

Ver resultados parciais

Coloque as noticias do futebolparanaense.net no seu blog
Google+ FACEBOOK TWITTERRSS