Você está em: Página Inicial >> Noticias >> Atletico

Atletiba termina sem ocorrências graves registrada pela PM

Atletiba termina sem ocorrências graves registrada pela PM - Foto: Geraldo Bubniak - arquivo
Foto: Geraldo Bubniak - arquivo

A Polícia Militar do Paraná garantiu a segurança durante o clássico deste domingo (20/03) entre Atlético e Coritiba que aconteceu no Estádio Atlético Paranaense, no bairro Rebouças, na capital do estado. O policiamento do jogo foi coordenado pelo 13º Batalhão de Polícia Militar (13º BPM), pertencente ao 1º Comando Regional da PM (1º CRPM), com apoio de demais batalhões de Curitiba (PR) e unidades especializadas da PM. Durante o esquema de segurança uma pessoa foi presa, além da apreensão de uma arma de fogo, foguetes e bombas. Algumas situações de tumulto foram registradas.

“A Polícia Militar atuou dentro e nas proximidades do estádio, bem como tivemos equipes policiais próximo aos terminais e locais com maior aglomeração de pessoas. O policiamento ocorreu dentro do planejado e não tivemos situações graves. No interior do estádio houve depredações em banheiros, mas ninguém foi identificado. Na região do local do jogo também tivemos algumas situações de tumultos, mas em todos os casos os policiais militares dispersaram as pessoas, sem problemas", explica o Comandante do 13º BPM e da Operação Futebol, tenente-coronel Carlos Eduardo Rodrigues Assunção.

Em uma das situações, por volta das 11 horas, durante a escolta dos torcedores do Atlético do Bairro Orleans até o terminal do Campo Comprido, os policiais foram informados de que algumas pessoas, vestidas com roupas da torcida Império, estariam dentro de um veículo Gol, na cor branco, e de um Citröen, na cor prata, portando arma de fogo. Os veículos teriam fugido em direção ao Jardim Gabineto, na CIC, sendo abordados pela equipe policial em frente a um bar onde estavam diversos torcedores.

Com o apoio de outras equipes, foi feita a abordagem no bar e encontrado, ao lado da churrasqueira, um revólver da marca Taurus, calibre 38, com numeração suprimida e seis munições intactas. No local também foram apreendidos nove foguetes, cinco bombas, um porrete e pedaços de paus. Um homem se identificou como responsável pela arma, sendo levado, juntamente com os demais objetos, ao Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (CIAC/Sul).

Em seguida, por volta das 15 horas, torcedores do Atlético e do Coritiba encontraram-se na Rua Campo Sales, no Bairro Alto da Glória, ocasionando um tumulto. Algumas pessoas teriam entrado em um supermercado, porém ninguém foi preso. Em Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba (RMC), torcedores dos dois times teriam entrado em confronto no terminal, porém a situação foi dispersada por equipes da Rondas Ostensivas de Natureza Especial (RONE).

Ao final do jogo a Polícia Militar recebeu informações de uma disparo de arma de fogo nas proximidades do estádio. Buscas foram feitas na região, mas ninguém foi encontrado. Também na região do bairro Rebouças os policiais foram acionados para dar atendimento a uma situação de lesão corporal, onde um homem estaria sendo espancado por torcedores. No local, as equipes fizeram a dispersão dos suspeitos.

De acordo com o tenente-coronel Assunção, durante a escolta de volta da torcida do Coritiba um torcedor agrediu um dos cavalos do Regimento de Polícia Montada (RPMon). “O homem atingiu o animal com um soco e fugiu. Ele foi contido pelas equipes policiais e encaminhado ao Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (CIAC/Sul)”, explica.

Dentro do estádio, houve duas situações de depredação, uma no banheiro masculino da torcida visitante e outro no banheiro da torcida do Atlético. Policiais militares foram até o local, mas os suspeitos já tinham saído, ninguém foi preso. Também no estádio um adolescente foi advertido após ser abordado e com ele apreendido um sinalizador.

Segundo o tenente-coronel Assunção, também ocorreram três situações de monitoramento nas proximidades do estádio, nas quais pessoas usando tornozeleiras eletrônicas foram identificadas pelo Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR) que repassou as informações para as equipes policiais locais. Os suspeitos foram orientados a saírem e seguirem para suas casas.

“Contamos com o apoio do CICCR que nos auxiliou no levantamento de informações e no monitoramento de toda a capital. Também nos auxiliou o Centro de Comando Local (CCL) que ficou posicionado em frente ao estádio com câmeras que captaram imagens dos torcedores e pessoas que circulavam pelo local, as quais foram direcionadas para o CICCR”, explica o tenente-coronel Assunção.

Durante uma reunião, que ocorreu na última quarta-feira (16/03), foi definido que a partir das 13 horas a torcida do Coritiba se deslocaria pelo transporte público e a torcida do Atlético Paranaense seguiria depois, às 13h30, para ambas não se encontrassem e assim os tumultos fossem evitados.

A Rondas Ostensivas Tático Móvel (ROTAM) e Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (ROCAM) do 13º BPM, juntamente com equipes da Rondas Ostensivas de Natureza Especial (RONE) do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), escoltaram a torcida rubro-negra da sede dela até o estádio. A ROTAM do 20º BPM, com apoio de equipes hipomóveis do Regimento de Polícia Montada (RPMon), escoltaram os alviverdes da sede da torcida Império Alviverde, no Alto da Glória, até o local da partida.

MONITORAMENTO – O Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR), por meio de câmeras de órgãos públicos instaladas em locais estratégicos da cidade, acompanhou todos os deslocamentos de torcidas e times em tempo real. Uma Plataforma de Observação Elevada (POE) acompanhou toda a movimentação pela capital do estado e um helicóptero do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA), que utilizou o imageador aéreo, monitorou os deslocamentos nos terminais de ônibus e demais regiões da cidade.

Fonte Assessoria de Imprensa


divulgue o futebolparanaense.net facebook twitter Compartilhe

Mais noticias



Enquete

O Coritiba acertou em renovar com o técnico Carpegiani?
Sim
Não



Total de votos: 559

Ver resultados parciais

Coloque as noticias do futebolparanaense.net no seu blog
Google+ FACEBOOK TWITTERRSS