Você está em: Página Inicial >> Noticias >> Coritiba

Em primeira instância, Coxa pega pena máxima. 30 mandos fora de casa

Em primeira instância, Coxa pega pena máxima. 30 mandos fora de casa - Foto: Justiça desportiva
Foto: Justiça desportiva

Após sofrer com a opinião pública na última semana, o Coritiba foi julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nesta quinta-feira (15), pelos atos de vandalismo ocorridos após a partida diante do Fluminense, na última rodada do Campeonato Brasileiro. Toda a situação causada pelos baderneiros rendeu ao clube punição de perda de 30 mandos de campo em jogos do Campeonato Brasileiro e mais multa de R$ 610.000,00. Além disso, o estádio Couto Pereira está interditado por tempo indeterminado pelo Ministério Público.

O Coxa foi denunciado nos artigos 211, 213 e 233 do CBJD. O Clube foi defendido pelo advogado José Mauro Couto Filho e estiveram presentes no Rio de Janeiro para prestar depoimentos Reginaldo Cordeiro, responsável pelas inspeções nos estádios do Paraná, e o Coronel Costa, da Polícia Militar.

Reginal Cordeiro disse acreditar que somente vândalos poderiam invadir o gramado devido à distância do fosso, também destacando que haviam placas indicando as punições que o Clube poderia sofrer com a invasão e orientando o torcedor para não pular para o gramado.

Já o Coronel, que esteve presente no dia do jogo, afirmou que apenas algumas pessoas, destacadas como vândalos, invadiram o gramado como programado antes do início da partida. "Não houve invasão total do campo, apenas parcial, do lado da torcida Império Alviverde. Houve uma tentativa de invasão da torcida do Fluminense, que foi contida. A Império costuma ficar à esquerda do gol, cuja divisória separa a área social".

O advogado do Coritiba, José Mauro, lembrou que o histórico do Clube não apresenta problemas, que o Clube tomou todas as medidas cabíveis para evitar os danos e que devido à massante forma como a opinião pública tratou o assunto entende-se que é necessário que se dê uma resposta. Mesmo entendendo que é possível uma punição, o advogado relatou que nenhuma pessoa em sã consciência daria uma punição tão pesada ao clube que ainda foi rebaixado e é vítima dos ocorridos no dia 06 de dezembro.

O Coritiba trabalha, ainda, para entrar com recurso no pleno do STJD buscando reverter e/ou minimizar a punição definida. O novo julgamento deverá ocorrer apenas no início de 2010, entre janeiro e fevereiro, lembrando que os mandos de campo deverão ser cumpridos apenas no Campeonato Brasileiro da série B, que terá início em maio.

Fonte: Assessoria de Imprensa - CFC


divulgue o futebolparanaense.net facebook twitter Compartilhe



Enquete

O Coritiba acertou em renovar com o técnico Carpegiani?
Sim
Não



Total de votos: 866

Ver resultados parciais

Coloque as noticias do futebolparanaense.net no seu blog
Google+ FACEBOOK TWITTERRSS